Paul Cézanne, Quadro mais Caro Vendido no Mundo

 Paul Cézanne, Quadro mais Caro Vendido no Mundo

Um quadro de Paul Cézanne foi vendido pelo valor de US$ 250 Milhões, trata-se da obra “Os Jogadores de Cartas” de Cézanne, o preço é um valor nunca atingido antes na venda de uma tela, algo em torno de R$ 431 Milhões. O quadro de Cézanne pertencia a um magnata grego e foi adquirido por uma família real do Catar, o valor superou todas as transações já feita até hoje com obras de arte e pode ainda ser maior, dependendo das taxas de cambio cobradas no local da transação o valor pode chegar a U$ 300 Milhões.

Paul Cézanne nasceu em 19 de janeiro de 1839 e morreu em 22 de outubro de 1906. Durante sua trajetória de estudo foi recusado na Escola de Belas Artes de Paris, mas após matriculado-se no ateliê Libre Suisse conhece artistas como Pissarro, Monet, Sisley e Renoir. Tornou-se um pintor renomado e conhecido devido a sua grande habilidade, também por pintar quadros rápidos e muitas vezes ao vivo o que encantava seus admiradores.

“Os Jogadores de Cartas”

 Paul Cézanne, Quadro mais Caro Vendido no Mundo

A tela vendida representa dois camponeses em um jogo de cartas, a pintura mais cara vendida até hoje em um leilão, outras telas vendidas por valores também elevados são “Nu, Folhas Verdes e Busto” de Pablo Picasso US$ 106,5 Milhões. Outras obras de pintores como Willem de Kooning, Gustav Klimt e Jackson Pollock chegaram a atingir preços entre US$ 125 e US$ 150 Milhões.

“Homem Fumando”

 Paul Cézanne, Quadro mais Caro Vendido no Mundo

É comum em suas telas a representação do cotidiano das pessoas da época, a vida pacata e a simplicidade das pessoas sempre foram o foco de Paul Cézanne, que com certeza jamais poderia imaginar as dimenssões que atingiriam o mundo da arte e seus valores .